Foto: Alex Bruno / Imprensa Global
Foto: Alex Bruno / Imprensa Global

União e a disciplina das Artes Marciais foram os principais motivos que levou Fabiana Mourão do Nascimento Ferreira a superar o abandono e depressão após o término do relacionamento com seu atual ex-marido.

Nascida e criada no Bairro Olaria, Zona Norte do Rio, Fabiana contava com ajuda dos Pais para dedicar-se aos Estudos e manter o objetivo de realizar o maior sonho de sua vida, se formar em Psicologia.

Aos 17 anos de idade, começou a trabalhar como recepcionista numa academia em Vicente de Carvalho, também na Zona Norte do Rio. Local onde sua vida teve um rumo diferente do planejado. Em apenas um mês após o inicio no seu novo emprego, Fabiana acabou conquistando o coração de um dos Professores de Jiu-Jitsu da academia.

Vendo de perto, todos os ensinamentos das Artes Marciais, Fabiana Ferreira começou a treinar Jiu-Jitsu com seu Professor “particular”. Mas ainda não sabia que rumo tomaria seus sonhos. Em 2006, fez sua primeira viagem internacional à Cidade de Rohnert Park, Califórnia nos Estados Unidos, onde não perdeu tempo, dedicando-se na abertura de sua própria academia em parceria com seu ex-marido.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Infelizmente o destino mudou sua trajetória. Devido a incompatibilidades pessoais entre Fabiana e seu ex-marido, decidiram em comum acordo o divorcio. Foi quando Fabiana entrou em estado de depressão e começou a engordar chegando a 95 quilos. Não suportando as dores, decidiu retornar ao Brasil onde planejou seus novos objetivos.

Amigos deram-lhe força incentivando a retomada dos seus ideias e objetivos de vida. Victor Mendonça foi um dos Amigos responsáveis na sua retomada as Artes Marciais, praticadas por ele desde sua infância. Já o Dr. Rafael Almeida e Dra. Taiane foram os responsáveis de cuidar e acompanhar a saúde psicológica de Fabiana.

“O que eu passei, não desejo a ninguém. Hoje sou Faixa Preta Terceiro Grau graças aos meus amigos que me apoiaram e principalmente a Família Gracie Barra que me acolheu e ensinou a lutar pela vitória num dos piores momentos da minha vida. Quero também poder ensinar as técnicas das Artes Márcias e mostrar que nada nos abala quando tomamos iniciativa.” Disse Fabiana Ferreia.

Foto: Alex Bruno / Imprensa Global
Foto: Alex Bruno / Imprensa Global